Informativo de janeiro a março de 2020

RECOMEÇO

Não gastes a riqueza do tempo com lamentações improfícuas, nem destruas o valor das horas no fogo da agitação.

Cala-te e pensa.

Sofreste talvez prejuízos enormes.

Provavelmente caíste em erro.

Padeces desenganos que jamais esperaste.

Encontraste problemas que te parecem insolúveis.

Fracassaste naquilo que entendias como sendo o melhor em teu favor.

Entretanto, queixas e aflições vazias, não te amparam de modo algum.

Reflete em teu arsenal interior de recursos e bênçãos e surpreenderás um tesouro de energias em ti mesmo, cujo acesso descobrirá, meditando simplesmente nestas duas palavras:

- POSSO RECOMEÇAR. Emmanuel

Pensamento do Mês

“Em qualquer situação desagradável, o problema não será condenar e sim compreender. Não basta, entretanto, unicamente compreender. É preciso aceitar a realidade e fazer o Melhor.” EMMANUEL

Pérolas de Sabedoria

  • A melhor definição do amor, por João Evangelista:

  • DEUS é amor (1Jo 4,8). Amar é deixar aparecer Deus dentro do homem.

  • Amando o homem se dignifica e se assemelha a Deus.

  • Amamos a nós mesmos por instinto; amamos a família, aos amigos, por afeto; ao cônjuge

         por escolha; ao nosso filho, porque é carne de nossa carne e sangue de nosso sangue; mas só amamos a              Deus, se nos amarmos uns aos outros.

  • Os que fizestes a um dos menores desses irmãos, a mim o fizeram (Mt 25,40)

  • E como devemos amar esses irmãos?

  • Como amamos a nós mesmos (cf Mc 12,31)

FAXINA DA ALMA

"Estava precisando fazer uma faxina em mim, jogar alguns pensamentos fora,
lavar alguns tesouros que andavam meio enferrujados...
Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso mais.
Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões...
Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei.
Joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro.
Olhei para meus sorrisos futuros, minhas alegrias pretendidas e as coloquei num cantinho, bem arrumadinhas...
Fiquei sem paciência!
Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão:
paixões escondidas,
desejos reprimidos,
palavras horríveis que nunca queria ter dito.
Mas, lá havia também outras coisas... e belas!
Um passarinho cantando na minha janela, aquela lua cor de prata, o pôr do sol...
Fui me encantando enquanto olhava para cada uma daquelas lembranças.
Sentei no chão para fazer minhas escolhas.
Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me feriram
e palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima.
Ah, fui também visitar aquele cantinho da gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante:
o amor, a alegria, os sorrisos...
Ah, como foi bom relembrar!
Recolhi com carinho o amor encontrado,
dobrei direitinhos os desejos, coloquei perfume na esperança,
passei um paninho na prateleira das metas
e as deixei bem à mostra, para não perder nenhuma de vista.
Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância,
na gaveta de cima, as da minha juventude e, pendurado bem à minha frente,
a capacidade de amar e de recomeçar um lindo dia de paz e amor”!

LEMBRANÇAS ÚTEIS

Não viva pedindo orientação espiritual, indefinidamente. Se você já possui duas semanas de conhecimento cristão, sabe, à saciedade, a que fazer.

Não gaste suas energias, tentando consertar os outros de qualquer modo. Quando consertamos a nós mesmos, reconhecemos que o mundo está administrado pela Sabedoria Divina e que a obrigação de cooperar invariavelmente para o bem é nosso dever primordial.

Não acuse os Espíritos desencarnados sofredores, pelos seus fracassos na luta. Repare a ritmo da própria vida, examine a receita e a despesa, suas ações e reações, seus modos e atitudes, seus compromissos e determinações, e reconhecerá que você tem a situação que procura e colhe exatamente o que semeia.

Não recorra sistematicamente aos amigos espirituais, quanto a comezinhos deveres que lhe competem no caminho comum. Eles são igualmente ocupados, enfrentam problemas maiores que os seus, detêm responsabilidades mais graves e imediatas, e você, nas lutas vulgares da Terra, não teria coragem do pedir ao professor generoso e benevolente que desempenhasse funções de ama-seca.

Não espere a morte para solucionar as questões da vida, nem alegue enfermidade ou velhice para desistir de aprender, porque estamos excessivamente distantes do Céu. A sepultura não é uma cigana, cheia das promessas miraculosas, e sim uma porta mais larga do acesso a nossa própria consciência.         ANDRÉ LUIZ

NO CAMINHO DA ELEVAÇÃO

Abençoa os conflitos que, tantas vezes, te amarfanham o coração no carreiro doméstico, sempre que o lar apareça por ninho de problemas e inquietações.

É aí, entre as quatros paredes do reduto familiar, que reencontras a instrumentação do sofrimento reparador...

Amigos transfigurados em desafios à paciência...

Pais incompreensivos a te requisitarem entendimento...

Filhos convertidos em ásperos inquisidores da alma...

Parentes que se revelam por adversários ferrenhos sob o disfarce da consanguinidade...

Lutas inesperadas e amargas que dilapidam as melhores forças da existência pelo seu conteúdo de aflição...

Aceita as intimações do calvário doméstico, na feição com que se mostrem, como que acolhe o remédio indispensável à própria cura.

Desertar será retardar a equação que a contabilidade da vida exigirá sempre, na matemática das causas e dos efeitos.

Nesse sentido, vale recordar que Jesus não afirmou que se alguém desejasse encontrá-lo necessitaria proclamar-lhe as virtudes, entretecer-lhe lauréis, homenagear-lhe o nome ou consagrar-se às atitudes de adoração, mas, sim, foi peremptório, asseverando que os candidatos à integração com ele precisariam carregar a própria cruz e seguir-lhe os passos, isto é, suportarem com serenidade e amor, entendimento e serviço os deveres de cada dia.

Bem-aventurado, pois, todo aquele que, apesar dos entraves e das lágrimas do caminho sustenta nos ombros, ainda mesmo desconjuntados e doloridos, a bendita carga das próprias obrigações. CHICO XAVIER

GOTAS DE ORVALHO

  • Lembra-te de que falando ou silenciando, sempre é possível fazer algum bem.

  • Para viver cada dia, sem erguer a nossa voz... Doemos paz e alegria aos que vivem junto a nós.

  • Ame hoje, pois o ontem já passou e o amanhã poderá não vir.

  • O único mal a temer é aquele que ainda existe em nós.

  • Lembra-te sempre: cada dia nasce de um novo amanhecer. CHICO XAVIER

A esperança é incentivo; a fé é luz; o amor é vida.  Crer é ter fé.

Ter fé é apoiar-se, com segurança e confiança, em uma Força superior, certo de que não tombará nunca !

Essa Força que se manifesta em nós e que cresce com o nosso desejo de crescer

É A FONTE DA CORAGEM, DA PACIÊNCIA,

É A CHAVE QUE ABRE A PORTA DA PERSEVERANÇA,

É A LUZ QUE CLAREIA NOSSA ESTRADA,

É O CAJADO QUE NOS AMPARA,

É A BÚSSOLA QUE NOS DIRIGE,

porque só ela,tão pequena no seu formato e tão grandiosa no seu significado,nos levará até o Infinito.

Alma sem fé, que perambulas pelos mundos !  Eu te lamento...

E se me for concedido algo que mereça dos mestres, rogo que a luz se faça nessas almas, que elas despertem

e se tornem receptivas, a fim de que, banhadas dessa grandiosa Força, possam um dia, libertas do pessimismo

avassalador, da descrença dolorosa, do egoísmos corrosivo, saturadas de fé, caminhem livres e felizes,

em direção à verdadeira pátria celestial.                                                                                          Cenyra Pinto

AVISOS

Caros irmãos, dado às obras que a Associação precisa realizar para melhor acolher aqueles que a procuram, algumas pessoas têm-nos abordado no sentido de colaborar com a Casa auxiliando nas despesas desta Instituição; assim orientamos a todos aqueles que se disponham a tal, somente o façam através dos responsáveis pela Casa e procurem nossa Secretaria. Saibam que a Associação é uma Instituição sem fins lucrativos e que toda a assistência por ela prestada é absolutamente gratuita. Aos senhores médiuns (efetivos) e conselheiros, informamos que deverão procurar a Secretaria para atualizar seus cadastros e tomar ciência das obras que se pretende, pois são para benefício de todos e manutenção do Patrimônio legado pelos fundadores.